Reitoria
 
diminuir fonteaumentar fonte English Español Française Italiano Deutsch Arabic Hebrew Japanese Chinese
 
   
 
ACI - Assessoria de Comunicação e Imprensa
voltar voltar imprimir imprimir enviar enviar corrigir corrigir

Padronizações - Normas para redação

Critérios de uniformização dos textos das publicações da Assessoria de Comunicação e Imprensa: Jornal Unesp, Portal Unesp e Guia de Profissões.

1) Textos em geral

Devem ser objetivos e didáticos, buscando tornar o assunto compreensível para o leitor médio - que tanto no caso do portal quanto do jornal não é, em sua maioria, o acadêmico ou o especialista. Umas das preocupações básicas é evitar o jargão utilizado nas diversas áreas e explicar os conceitos mais complexos relacionados à atividade do pesquisador.
Os textos devem ter leads, ou seja, conter no primeiro parágrafo as informações essenciais de uma notícia (quem, quando, onde, como e porquê).

2) Siglas

- Redação das siglas - As siglas com até três letras, sejam elas pronunciadas como palavras ou letra por letra, são redigidas apenas com maiúsculas. Exemplos: SUS, CO. A partir de quatro letras, as siglas pronunciáveis como palavras são escritas em caixa alta e baixa. Exemplo: Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo). Já as siglas pronunciadas letra por letra são grafadas apenas com maiúsculas. Exemplo: INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

- Sigla da Unesp - A sigla da Unesp é sempre redigida em negrito nos textos das notícias. Nos títulos, linhas finas, legendas e olhos, a sigla fica no mesmo padrão do resto do texto. Os órgãos ligados à Unesp que incorporam essa sigla (Fundunesp, Vunesp) seguem a regra geral, ou seja, são escritas sem destaque. Exceção: a palavra Unesp deixa de ser escrita em negrito quando integra o nome das mídias da Assessoria de Comunicação e Imprensa (Jornal Unesp, Portal Unesp) ou quando faz parte de nomes de programas ou projetos, por exemplo, Programa Unesp de Racionalização de Energia.

- Colocação das siglas da Unesp e de outras instituições - No caso da Unesp , suas unidades e órgãos, colocamos em primeiro lugar o nome por extenso e, em seguida, a sigla. Exemplo: Faculdade de Ciências e Letras (FCL), câmpus de Araraquara. Para as demais instituições, a sigla é redigida antes e, depois, é escrito o nome por extenso. Exemplo: Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior).
Exceções: Em alguns casos mais conhecidos, mantemos a grafia oficial da própria instituição. Exemplos: CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), UnB (Universidade de Brasília).

- Uso de siglas em textos mais curtos - Em casos de textos mais enxutos, como notas e releases, quando a menção a determinada unidade ou entidade ocorre apenas uma vez, é facultado, por economia de espaço, mencionar o nome dessa unidade ou entidade sem usar a sigla.

3) Palavras em maiúsculas e minúsculas

- Universidade - A palavra Universidade sempre irá em maiúscula quando se referir à Unesp .

- Órgãos da Universidade - Quando algum órgão da Unesp é devidamente especificado, deve ser redigido em caixa alta e baixa. Exemplos: Departamento de Saúde Pública, Pró-reitoria de Pesquisa. Quando é mencionado de forma genérica, fica em minúsculas. Exemplo: "o departamento do professor Silva...", "A pró-reitoria busca recursos..."

- Cargos e funções - Todos os cargos e funções da Universidade são escritos em minúsculas. Exemplos: reitor, diretor, chefe do Departamento de Música etc.

- Nomes de cursos - Em caixa alta e baixa. Exemplo: "Os alunos de História do câmpus de Franca...". São escritas em minúsculas as especificações dos cursos. Exemplo: "O bacharelado em Matemática...", "Cursou pós-graduação em Ortopedia..."

4) Designação de docentes

A designação de um professor deve ser genérica e não deve envolver titulação ou posição na carreira (professor doutor, professor titular, professor adjunto). No entanto, sempre deverá ser informada a especialização do docente. Exemplo: "O professor Antonio Alves, paleobiólogo, vai estudar..."

5) Alunos

Sempre que possível, mencionar o ano e o curso em que eles estão matriculados, assim como a idade. Exemplos: "Carlos Prates, 23, terceiranista de Medicina...", "Maria Alves, 25, aluna do quarto ano de Ciências Sociais..."

6) Nomes de homens e mulheres

- Quando a menção em relação a eles se repete num texto, os homens são designados pelo sobrenome e as mulheres, pelo primeiro nome. No caso de mulheres com nomes compostos, mencionam-se as duas palavras. Exemplo: "Ana Maria disse que..." No caso de homens cujo sobrenome inclui designações como Júnior e Filho, utiliza-se também o penúltimo sobrenome. Exemplos: Araújo Filho, Mendes Júnior.
- Exceções: Podemos mencionar homens pelo primeiro nome e mulheres pelo sobrenome, caso eles sejam mais conhecidos na comunidade da Unesp dessa maneira. Exemplos "O vice-reitor Herman [Herman Jacobus Cornelis Voorwald], disse que...", "Para a professora Tanuri [Leonor Maria Tanuri], o desafio é..."

- Eventualmente podemos mencionar um professor, aluno ou funcionário pelo apelido, que deve ser grafado entre aspas. Exemplo: "O professor Rafael Dias, o 'Rafa', trabalha com polímeros..."

7) Câmpus

A palavra é escrita aportuguesada, ou seja, com acento e sem mudança de grafia no caso de citação no plural. Exemplos: "O câmpus de Araraquara...", "O projeto beneficia os câmpus de Rosana e Tupã..."

8) Palavras de origem estrangeira

Palavras de origem estrangeira não são mais grafadas em itálico. Exemplos: software, per capita, stricto sensu.
Exceção: a grafia referente à classificação científica dos seres vivos (feita em latim) Exemplo: Aedes aegypti .

9) Mídias e publicações

- Títulos de teses, dissertações, livros, revistas e publicações em geral, filmes, peças, obras de arte em geral, CDs, DVDs e mídias digitais - São redigidos em itálico, apenas com a primeira palavra escrita com caixa alta e baixa. Exemplo: "O pesquisador defendeu a dissertação A memória paulista na década de 1950..."

- Títulos de trabalhos - No caso do Portal Unesp, os títulos de trabalhos como teses e dissertações são sempre redigidos na íntegra. No Jornal Unesp, pode-se dispensar essa menção.

- Revistas científicas - Quando mencionadas, devem ser acompanhadas do número da edição, volume (quando for o caso), mês (ou outro período, por exemplo, bimestre ou semestre) e ano.

- Livros - Nos textos em geral, a citação a um livro deve ser acompanhada da menção a sua editora. Nas resenhas, além da editora, são mencionados também o nome do tradutor, o número de páginas e o preço.

10) Títulos de eventos e projetos

- Eventos - Os títulos de eventos são escritos com todas as palavras em caixa alta e baixa, enquanto seu tema, se fizer parte da denominação, é redigido entre aspas, apenas com a primeira em caixa alta e baixa. Exemplo: XIX Conferência de Biotecnologia - "Novas perspectivas no Brasil".

- Projetos - Redigidos em caixa alta e baixa, sem aspas. Exemplo: "O Projeto Ciência na Unesp vai enfatizar novas propostas...".

11) Numerais

- Os numerais pronunciáveis numa única palavra serão grafados por extenso. Exemplos: um, vinte, quarenta, cem, mil. Numerais pronunciáveis em mais de uma palavra são expressos com números. Exemplos: 21, 77.

- Numerais referentes a milhar, milhão, bilhão etc. são escritos de forma mista, ou seja, a primeira palavra é escrita em numerais e a segunda, por extenso. Exemplos: 1 milhão, 200 bilhões, 34 mil, 765 bilhões.

- Para facilitar a leitura, numerais que não envolvam cifras redondas devem ser escritos preferencialmente com vírgula. Exemplo: 2,5 milhões, 1,3 bilhão.

- Já nos casos de quantidades muito específicas, os valores devem ser descritos com numerais. Exemplo: "O custo da obra foi de R$ 342.447.

- Séculos são grafados em números romanos. Exemplo: século XXI.

12) Moeda

- A menção a centavos geralmente é desnecessária - para facilitar a leitura, é melhor redigir cifras sem eles. Exemplo: "O livro custa R$ 54."

- Escrevemos apenas as siglas das moedas mais conhecidas entre nós (R$ para o real, US$ para o dólar e € para o euro). As demais moedas são redigidas por extenso: iens, yuans etc. Exceção: apenas redigiremos as siglas de moedas menos conhecidoas se elas forem muito mencionadas em um texto.

- Valores em moedas grafados com a sigla correspondente (R$, US$...), envolvendo valores até 999, são escritos em numeral. Exemplos: R$ 32, US$ 500. A partir de 999, quando referentes a números redondos, a primeira palavra é redigida em numeral e a segunda, por extenso. Exemplos: R$ 3 mil, US$ 7 milhões.

13) Títulos e subtítulos

Os critérios para títulos e subtítulos das notícias serão adequados para cada mídia (portal, jornal, guia). No entanto, devem seguir o padrão da ordem direta e sintetizar a informação principal contida no texto da matéria, enfatizando, sempre que possível, o que há de inédito no seu conteúdo.

14) Intertítulos

O intertítulo será grafado em negrito, alinhado à esquerda e colocado na mesma linha do texto do parágrafo que ele inicia. Entre o fim de um parágrafo e o começo daquele em que houver um intertítulo, há uma linha em branco.